Como seria bom se soubéssemos o que devemos viver
Poderíamos caminhar adiante sem nada temer
Todos os passos seriam certos e nenhuma memória viria
Para nos assombrar por um ou mais alguns dias…
Haveria apenas um caminho e saberíamos que seria o certo
Não haveria necessidade de olhar para outros lugares
Pois o que nascera para ser nosso estaria ao nosso lado
E entenderíamos que longe dele não seríamos nada.
E tudo seria perfeito como deveria ao menos tentar ser
E frutos saudáveis para uma existência iriamos colher
Sendo assim, para sempre poderíamos viver
Com o caminho que se faz e que não se pode escolher.
Mas, eis que o sonho se faz ao deixar a mente livre
Desconectada do mundo que nos envolve e nos prende
Fechando as partes invisíveis do consciente
Mas, eis que estamos neste plano, seguindo sem saber onde chegar
Seguindo o fluxo sem par de um possível bem-estar
E de alguns sonhos, que não sabemos, se amanhã irão se realizar.