De uns tempos pra cá tenho notado que o Facebook tem se tornado um grande divulgador de frases, imagens, vídeos e etc. Quero deixar claro que não tenho nada contra e até mesmo compartilho algumas que julgo engraçadas ou muito inteligentes. Uma dessas imagens me chamou atenção nesta semana e, como faz tempo que não escrevo nada, pensei: por que não?

A frase inspiradora foi a de um limão com cara de poucos amigos, acima lia-se o seguinte: Não adianta passar a vida procurando sua metade da laranja se você é um limão azedo. Pensei comigo, essa é uma grande verdade, afinal de contas, todos nós – pelo menos aqueles que ainda não encontraram – buscam sua outra metade e, infelizmente alguns passam suas vidas inteiras procurando.

Alguns dizem que seu destino é ficar sozinho, outros que sua tampa ainda não foi fabricada, independente da frase, todos que não encontraram alguém para estar ao lado dão alguma justificativa, algumas engraçadas, outras engraçadas, mas com aquela energia triste pelas beiradas. Mas, cá entre nós, esse negócio de outra metade, tampa da panela, isso não existe. De verdade, somos seres completos e não bonecos Lego que se encaixam perfeitamente.

Não nos encaixamos perfeitamente em nada, até mesmo em nossos lares, com nossos parentes mais próximos, levanta a mão quem nunca teve uma briga no lar… Quem nunca discordou de um pai e de uma mãe? Que quis matar o irmão por que pegou aquele Danone que estava guardando na geladeira… Às vezes nos desentendemos com aqueles que conhecemos desde o segundo que abrimos os olhos, imagina com uma pessoa que conhecemos depois de dezessete, trinta, quarenta anos de vida?

Na minha opinião, infelizmente, as pessoas esquecem que somos seres racionais, que temos nossas experiências, nossas qualidades e nossos defeitos. Algumas pessoas parecem ignorar essa verdade, e o pior de tudo, olham só os defeitos alheios e esquecem de olhar para os próprios defeitos. E o que são os defeitos além de arestas para serem aparadas? Estamos neste plano justamente para aprendermos algo de bom para nós mesmos, e não para passar o tempo inteiro procurando por alguma peça de Lego que caiba perfeitamente em nossa vida.

Ninguém é perfeito e temos que observar isso com os olhos do coração e da razão, tendo plena convicção que as coisas dão certo quando desejamos, queremos e batalhamos para que deem certo, nós somos as peças chaves de nossa felicidade, entretanto, quando somos limões azedos, não existe maneiras de encontrarmos nossa outra metade da laranja.

Algumas pessoas conhecem alguém hoje e esperam que estejam perfeitas no dia seguinte, esquecem que o amor e o compromisso é uma espécie de dança que vai melhorando com o passar dos dias, esquecem que uma dança é feita por duas pessoas, onde cada uma tem o seu papel para desempenhar. Se ambos não souberem para onde desejam ir, com certeza em lugar algum chegarão. Em muitos casos, tudo é uma questão de tempo, até os pratos congelados precisam de tempo para estar prontos!

Por isso, se você está procurando sua outra metade da laranja e ainda não encontrou, pare, pense, avalie-se. Você é uma pessoa legal? Tem uma conversa legal? É agradável? É divertida? Dá oportunidade para as pessoas que se aproximam de mostrarem suas qualidades, como também seus defeitos? São defeitos suportáveis para você? Alguns podem sumir com o tempo, outros podem agravar e por isso precisam analisar bem, sem mencionar a necessidade de você também querer ser alguém melhor, pois essas palavras não servem apenas para uma metade, mas sim para as duas, da mesma forma que uma andorinha não faz verão.