Apesar de ter tocado durante muito tempo de minha vida, confesso que não tenho o costume de ficar assistindo a prêmios de música. Tudo bem, o Grammy é superimportante, mas… sabe quando algo não chama muito sua atenção? Talvez seja pelas participações de diversos estilos e, particularmente, gosto de Heavy Metal.
Mas sei que o Grammy tem o mesmo valor quanto o Oscar tem para mim… É bacana você torcer e ver sua banda preferida ganhando um prêmio que, para um músico, não deixa de ser um reconhecimento profissional. E ontem aconteceu o Grammy e fiquei sabendo que o Megadeth acabou ganhando um prêmio Performance Metal…
Sou fã de Megadeth e quando fiquei sabendo, corri para o Youtube, (uma das maravilhas da internet, se você perdeu algo em um evento dessa proporção, corre para o Youtube e você vai ver). Busquei o vídeo e encontrei a entrega do prêmio. A apresentadora anunciou o ganhador e todos aplaudiram e lá vai o Megadeth para o palco para receber o prêmio…
Mas, peraí… O Megadeth ganhou o prêmio devido ao seu último álbum Dystopia, mas os organizadores colocaram Master of Puppets do Metallica como trilha sonora para a entrega do prêmio, irônico isso… Será que é mais uma sacanagem do James Hetfield e Lars Ulrich? Sério, imagina só: você ganha um prêmio por causa de uma música e quando chamam para receber o prêmio em vez de colocarem a sua colocam do beltrano?
Quando vi e ouvi tal coisa fiquei imaginando o que o Mustaine devia estar pensando naquele momento. Ele fala que se recuperou pelo fato de ter sido expulso do Metallica lá pela década de 80, mas vire e mexe tem recaídas e fica se lamentando pelos cantos… Sério, já falei em vídeos que ele deveria pensar no que o Megadeth representa para o mundo e prestar atenção nos rumos que o Metallica tomou…
E falando em Metallica, fiquei sabendo na semana passada que a banda dividiria o palco com a Lady Gaga no Grammy Awards, imaginando que estava para vir, nem me esforcei para assistir, mas aí fiquei sabendo que o microfone do James falhou e tive que assistir… Como músico, uma falha dessas em um evento televisionado para o mundo e ainda por uma das bandas de metal mais conhecidas, não é algo positivo.
No entanto, depois de assistir, na minha opinião, o ponto fraco não foi o fato do microfone apresentar defeito, mas sim a performance da Lady Gaga e suas Lady Gaguetes… Gente do céu, o que era aquilo no palco do Metallica? Um bando de groupies, com roupinhas curtas balançando as cabeças como se fossem verdadeiras Head-Bangers? Putz meu… que visão… que visão… e o Mustaine ainda reclama de ter sido chutado? Eu daria graças a Deus…
Não sei o que me deixou mais estarrecido, se foi a performance das Gaguetes ou a própria Lady Gaga cantando e agitando a cabeça de um lado para o outro, enquanto se sentia a verdadeira metaleira com direito a mergulhar na plateia e ainda, disfarçar dois belos tropicões… A música do Metallica é até boa, parece que eles voltaram a velha e antiga fórmula, mas, será que voltaram realmente por amor ao metal?
Bom, quanto a isso, com certeza não é problema meu e com certeza o Metallica não deve ser uma banda que tenha problemas financeiros, se não me engano foi uma das primeiras bandas pesadas a ganhar um Grammy e se não me falha a memória, foi com o clip de One. Uma música que foi tão tocada, mas tão tocada, que acho que até minha vó conhecia. Quanto ao Grammy em si, acho que vou continuar na santa ignorância, que não deixa de ser uma dádiva.