As redes sociais vieram para ficar, ganharam o público faminto por uma interação com demais usuários que compartilham mesmo interesse. Atualmente o Facebook é uma das maiores do planeta e, é muito raro alguém que não tenha uma conta na rede, a não ser que se negue a entrar na massa conectada.

Muitos usuários utilizam a rede para falar sobre sua vida, pensamentos, entre outros. O interessante é que a rede social desenvolvido pelo Zuckerberg foi exclusivamente desenvolvida para um campus, por isso, a existência de foto, afinal, quem vê cara sabe se deve ser mais cordial ou não com quem conversa.

E falando em fotos, muitos usuários postam diversas fotos sem avaliar critério algum, por exemplo, alguns jovens preferem ostentar joias, nada contra e até aqui normal, outros, infelizmente preferem ostentar armas e dinheiro, frutos de seus negócios que não são da minha conta.

E também, o pessoal que gosta de tirar algumas fotos bem ousadas, mas… Antes de falar nisso, melhor falar de algo que tenho reparado nos últimos tempos, devo confessar que não sou tão atuante na rede como outrora, mas o pouco que entro é o suficiente para notar tal tendência, das fotos de perfil cada vez mais instigantes. Os garotos aplaudem, com certeza.

As selfies vieram para revolucionar e gravar cada segundo de existência, hoje em dia os smarthphones já vem até com a rotação de câmera para não ter que ficar virando e desvirando o aparelho para ver como a foto saiu, agora as coisas estão muito mais fáceis, e o melhor, você tira e já posta e em alguns segundos, provavelmente alguém comentará alguma coisa, como se estivesse esperando o seu click.

O interessante é que muitas garotas fazem suas selfies de cima para baixo, algumas com um biquinho charmoso, outras fazendo caras e bocas e, antes que seja apedrejado, saiba que não tenho nada contra, cada um tira a selfie que quiser. Mas o interessante que não são apenas o biquinho e as caras, mas algumas garotas fazem questão de estar com tops que deixam em destaque as “almofadinhas do diabo” (expressão utilizada pela mãe de Carrie a Estranha).

Outras vão muito além e acabam colocando fotos ainda mais enlouquecedoras, dizem abertamente que querem realmente ser apreciadas, uma espécie de vitrine para o ego, elas não querem apenas fazer parte de uma rede, mas querem ser notadas, curtidas e compartilhadas, quem sabe.

Outras fotos que costumam circular são as correntes que as pessoas pedem para compartilhar, fotos de crianças famintas da África do Sul, foto de animais sofrendo maus tratos, acidentes, piadas nenhum pouco engraçadas e por aí vai, isso sem mencionar algumas fotos tiradas em bailes funks que por si só já dizem que o pancadão vai ser pesado. Enfim, fotos de todos os tipos e de todas as intenções.

O pessoal do Facebook deve ter alguma política em termos de foto, afinal de contas, a razão desta crônica é simplesmente perguntar o porquê da proibição de uma mãe que acabou postando uma foto justamente quando segurava a filha nos braços… Ainda mais com tanto teor sexual que roda pela rede… Será que é pelo fato dela estar mostrando o cordão umbilical desaparecendo dentro dela ainda?

Tudo bem, existe nudez, para quem não viu a foto e tomou conhecimento do fato, tratasse de uma mulher que deu a luz em sua casa, enquanto aguardava a ambulância, o marido sem muito o que fazer, decidiu registrar o momento e fotografou, a mulher, provavelmente uma defensora do parto natural decidiu postar na rede a foto do momento em que ela segurava sua filha nos braços. Não há sangue, pelo contrário, está muito limpinha, mas a mulher está nua, ainda de joelhos sobre a cama e com um olhar de amor para sua cria, detalhe, ela está completamente nua, com o cordão umbilical ligando a filha e ainda, uma fanática pelos anos 80 declaradamente.

Alguém denunciou a foto como imprópria e o Facebook acabou tirando-a de circulação e olha que a foto foi postada em um grupo fechado justamente para mães compartilharem suas experiências. Pois Zé Luis (como dizia o radialista Zé Luis da 89)… Vai entender, tudo bem, entendo que para algumas pessoas pode ser ofensiva, ainda mais que a mulher está completamente nua e ainda com o cordão umbilical ligando-a a criança.

Mas em tempos como o nosso, já vimos ou presenciamos coisas muito mais indescritíveis do que o fato de uma mãe dando a luz. Basta ligar o jornal na parte da manhã ou à noite para ver coisas muito piores, uma mulher nua não deixa de ser um desejo masculino, como um homem nu, desejo feminino, por mais que achem feio, coloca uma foto pra ver se não dão uma olhada disfarçada.

Enfim, uma foto fala mais do que mil palavras, algo que justifica a indisponibilidade de algumas pessoas de ler, caso contrário, provavelmente muito conteúdo com teor sexual que rola pelas redes seriam censurados, mas, tudo bem, pode-se ser sensual, pode-se insunar-se, desde que o óbvio esteja coberto e podendo ser mostrado apenas em trocas de mensagens inbox ou por Whatsapp.